sábado, 20 de março de 2010

Decisão!

Hoje eu salto nessa onda
e usando essa força eu corro além.
Mesmo que meu caminho pareça distante,
corro em direção ao sonho que desenhei.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Esqueci o adeus.
E aquilo tudo ficou preso na minha garganta.
bastava um aceno.
Um sorriso...
mas não houve nada.
Esqueci até mesmo o teu nome,
e meu nome, pois mais nada me importava.
A não aquele som frenético
da canção estranha da qual não gosto
mas que não sai mais de minha cabeça...
e eu ainda a canto sem querer.
Esqueci que tinha voz e mãos...
esqueci que tinha boca ou emoção.
Só um coração que acelerava sem querer.
E pernas Que me fizerem correr sem direção...
Só oposta a aquele que deveria seguir...
mas que não podia ter.
Esqueci da letra que escrevi...
E meus dedos sangraram
em um acorde que soou ruim aos meus ouvidos.
Perdi a oportunidade e a meada
Perdi a letra e o sonho que desenhei...
o giz quebrou
e a corda do violão se partiu
e se partiu algo mais...
ue de tudo para esquecer do que senti,
mas é isso do que mais me lembro,
E agora?
E daí?
Uma garota em seu mundo monocromático
buscando o colorido das coisas.
Só esquecendo do que não quer esquecer
e lembrando do que não quer mais lembrar
e nem ter.

terça-feira, 9 de março de 2010

HUMANOS

O que nos faz humanos?
O que nos faz melhor do quê as demais espécies?
Nossa racionalidade?
Nossa capacidade de utilizar dez porcento de nosso cerebro animal?
O ser humano racional...
O unico animal que organiza e executa
a morte em massa de seus iguais.
O ser humano...
que criou os antibioticos para salvar vidas,
E a bomba atômica pra extermina-las...
Somos tão capazes de
amar
Quanto de
odiar
e destruimos as pessoas com qualquer um
destes dois sentimentos...
O ser humano que se surpreende com a honestidade
e não com a violência...
O unico animal que consegue encontrar
todos os dias
maneiras de ser mais cruel.
E de matar
em todos os semtidos da palavra
sem necessidade
não por defesa.
Só matar.
Um ser
com facilidade para destribuir tapas
mas que precisa de um motivo forte para dar um abraço.
Claro que há exceções...
seremos então todos da mesma raça humana?
O que nos determina "humanos"?
Além da classe
da ordem
do filo
da espécie
do gênero...
cadê o caráter?
Há certos ditos semelhantes nossos
que chama-los de animal seria uma ofença....
aos animais, claro.
Estamos aí...
capazes de dar dez porcento da inteligência
e oitenta da estupidez
ou mais.
Quando aprenderemos?
Quando evoluiremos de humanos
para verdadeiros HOMENS...
ENQUANTO AS NUVENS NÃO SE DESSIPAREM
e clarearem o céu,
NEM MESMO O SOL
NÃO IRÁ ENXERGAR


sábado, 6 de março de 2010

మేఉస్ medos

Me apaixono por quase tudo e não amo quase nada.
Minha personalidade pode ser comparada a uma balança que oscila em dois extremos. É o típico diabinho e anjinho em meus ombros.E essa balança muda de uma hora para outra sem qualquer aviso. Não sei qual delas sou de verdade, mas acredito ser as duas. O bem e mal em mim, comandando minha vida da minha mente, até mesmo do porão mais escuro e amedontrador dela. E não tenho controle sobre isso, e é disso que tenho medo.
Quero ter controle sobre quem sou, não importa o que seja. Criativa ou alucinada?Introspectiva ou insensível?Intuitiva ou julgadora?Inconstante ou louca?Racional ou manipuladora? Calada ou tímida? Honesta ou simplesmente uma tola?
Sou tudo isso.
E nada disso.
Um enigma sem resposta?
Ou sou a resposta de meu enigma?
Só sei que vou correndo atrás do sonho que desenhei pra mim, tentando obter controle desse ser inconstante e imprevisivel que habita minha mente, o qual chamo de "EU"

Esfinge

Descubra-me através de meus pretextos,
e veja em mim o que sou.
Quebre meu escudo de aparências,
e compreenda em lapsos de intuição.
entenda-me
procure a verdade por trás de minhas palavras.
Veja-me
atravesse a ponte do tudo que parece nada.
Leia esse enigma que foge de mim,
busque aquilo que foge do começo, meio e fim
Decifra-me
ou devoro-te.

Vasculhe

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...