quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Fingidora

Alguns tratariam a solidão como um castigo a alma, mas meu espírito estúpido já possui sentimentos piores para se martirizar. A solidão não é minha inimiga, e tem se tornado a companhia de minhas ausências.O silêncio já não me incomoda mais, pois meus pensamentos gritam. Há um som continuo, uma bateria seguindo um ritmo que muda sem parar, mas que nunca para, e que as vezes parece que vai me enlouquecer.
Não sou infeliz, e as ideias fervilham em continuo frenesi em minha mente. Quebrei algumas regras, mas o jogo é meu. E acho divertido me balançar no abismo entre o bem e o mal, pois já escolhi o meu lado do jogo, mas tudo é estranho e desequilibrado.
Sou carregada de sonhos infantis, mas minha metas se amadurecem com o tempo, e decidi há muito que nada teria sentido se não construísse meu próprio destino. Sou uma criança brincando no teatro da existência, onde todos são fingidores. Onde eu sou uma fingidora, que fingi tão bem que acaba acreditando no que faz.
Não temo a solidão. Estou bem. Nesse palco da vida, sou meu publico e minha plateia. Só ando a procura de uma peça perdida de meu quebra-cabeça. E é só.

Lorem Krsna

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Controle

Fiquei no piloto automático.
Foi estranho... Meu corpo e minha mente estavam desligados, eu flutuei para longe de tudo...
Tudo o que eu fiz enquanto estava "fora", era comandado por meu corpo, mas eu estava longe demais. Minha mente parece não comandar meu corpo, e ela se liberta completamente.
Na vida, as vezes, ficamos assim, fazemos coisas que não parecem ser nossas. Falamos coisas das quais nos arrependemos, sem nos sentirmos disto. 
Nessa vida corrida, parece que nos tornamos meros robôs da ocasião, espectadores de um espetáculo que deveria ser só nosso. As vezes penso se sou eu mesma a comandar minhas atitudes, é dificil quando queremos tanto fugir da realidade ao ponto de nos desligarmos de tudo. Eu mesma, criei um medo horrivel de me apegar a pessoas e a sentimentos. Por isso mesmo, me desligo do mundo, e crio um outro mundo onde só existe a mim e meus devaneios absurdamente irreais, até que a realidade me puxa de volta, e eu acordo, e acho que estou de volta ao controle de minha matéria, como se não fosse perdendo ao pouco minha consciência em meio a esse caos.Tudo o que quero é recuperar meu controle, e comandar meu destino sem nenhum receio. Quero viver a realidade sem ter que, no entanto, abrir mão de meus sonhos. Quero construir minhas metas, sem esquecer de sonhar... Quero viajar, livre por meus pensamentos, e retornar a meu mundo real sem ter de me preocupar se fiz algo de errado enquanto "estive fora".

E é assim que acordo. E o mundo ainda esta de pé, em seu mesmo caos tão comum. 

Lorem Krsna

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Mahar

 
O que veio até mim foram ventos de novas paragens,
que trouxeram sussurros perdidos
que há muito deixei de ouvir.
Até mim,vieram falsas palavras,
que antes acreditei que fossem verdades,
até descobrir que sou muito mais
do que uma luz que bruxuelava na escuridão da noite
E que poderia ser apagada com um sopro.
Sim, posso renovar minhas crenças,
sem perder meus ideais.
Até mesmo as esquecidas folhas que apodrecem,
estrumam o chão de belas flores que vão florescer...
Até os ditos loucos,tem algo de importante a dizer,
mesmo que poucos aprendam a ouvir o seu silêncio
que é o que grita mais alto!
E esse vento que sopra a areia em meus olhos,
me diz coisas que já cansei de ouvir.
A lança que empunhei,talvez já caia em ferrugem.
O meu grito de batalha já rouco
talvez não chegue aos ouvidos de quem chamo.
Talvez,eu esteja mesmo presa em um cemitério de ideias,
que morreram ainda no ventre de quem as criou...
Mas estou de pé.
Ainda recebo este vento em minha face não resignada.
Ainda espero que nasçam as flores
estrumadas de minha folhas mortas,
para que meus ideais por quais luto
possam florescer pela manhã que vai nascer.
Lorem Krsna

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Mascára...

 
Me pego as vezes tentando esconder minha real intenção, e criando uma máscara estranha que esconde minha face, minhas fraquezas e minhas razões. Será que alguém pode ver por trás de meus pretextos? Será que alguém pode entender coisas minhas que nem eu mesma entendo?
É complicado, mas não sei se faço isso por mal. Me faço de forte para esconder minhas vulnerabilidades, mas faço muitas besteiras que tento concertar depois.
Gostaria de saber se muitas pessoas se sentem como eu.
Gostaria se pudesse arrancar essa máscara sem medo, e mostrar minha face limpa. 

Lorem Krsna

domingo, 2 de agosto de 2009

Amor e admiração

fonte: one tree hill


Admiração é realmente algo muito perigoso. O risco de ser decepcionada é enorme, e vale o mesmo para decepcionar alguém.Por que colocamos tanto,em relacionamentos,o outro em pedestais? Quando a queda acontece, os machucados são tão grandes para ambas as partes...
Por que temos a mania de não amar simplesmente,mas amar por isso ou por aquilo? O amor sem explicação é tão mais verdadeiro...É isso,o amor não tem explicação.
Na vida ,quem passou sem machucados, não viveu. Quem nunca se decepcionou, tem que prestar mais atenção, pois pode estar vivendo em uma mentira.
Mas decepções não matam, apenas ensinam. Nos ensinam a perdoar(embora demoremos muito para aprender.).
Admirar...ser admirado...quem nunca passou por uma dessas situações?
Apenas cuidado. Acautele-se
Conheci pessoas que confundiram admiração com amor, e algo nelas se partiu, é como um espelho remendado, não voltaram a ser as mesmas.
Não ame por admiração,admire o amor! Pois esse é um sentimento,que quando verdadeiro nos faz descobrir o sentido real de viver!

Autora: Lorem Krsna

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Coragem e medo.

Às vezes me perguntei o que era de fato ser ou não corajosa. Muitas vezes, ao confessar algum medo, me chamavam e eu mesma me sentia uma covarde, fraca. Mas com um tempo, percebi que se coragem fosse ausência de medo, não haveria um só corajoso na face da terra!
O que notei, é que coragem é a presença do medo, mas um desejo forte, um motivo muito maior de enfrentá-lo. É não se esconder no manto do conformismo.É entender a dimensão da dor,mas mesmo assim enfrentá-la por uma causa que vale a pena!
Nossa história está cheia de pseudo-heróis, e de tantos outros heróis anônimos. Deixamos o fantasma do preconceito e de nossa falsas e velhas visões nos cegar.Tentamos esconder nossos medos e pecados,quando o que devemos fazer e expô-los,enfraquecê-los,e subjugá-los.Mas deixamos nossos medo enclausurados em calabouços fétidos,os alimentando,para que quando venham a luz,estejam maiores do que nossas próprias vidas.Estereotipamos a coragem.Essa é a verdade.Achamos muitas vezes que ser forte,ser herói,é ter músculos de aço,e voar,quando o heroísmo está em encontrar força na fraqueza.Lutar por aquilo que acreditamos,e por quem nos importamos.Mesmo com muito medo!Afinal, se a vida fosse fácil, não teria a mínima graça vencer as dificuldades.
E você?É corajoso?Ou ainda se esconde no manto do conformismo, dizendo o quanto sua vida é difícil?E quem são os heróis anônimos de sua vida?Seu medo está livre ou enclausurado se alimentando de você?
Enfrente-os! Só depende de você.

sábado, 13 de junho de 2009

Meu Crepúsculo



Dentro de mim há um lugar onde o sol nunca nasce mas onde a noite nunca cai. Tudo é um instante eterno de crepúsculo... e é para esse lugar que vão meus sentimentos. Onde não há noite nem dia... mas transforma essa estranha solidão em poesia. Dentro de mim há esse lugar onde um abraço não me alcança. Somente as palavras conseguem sair, quando nem eu sei o que há em mim. Lá, meus sentimentos não ferem ninguem, só sangram a mim mesma. É minha prisão e meu cárcere... e ao mesmo tempo meu unico grito de liberdade. Lá, é lá, que deixo minhas fraquezas, e as transformo em minha força. Dentro de mim há esse lugar, onde não preciso temer o escuro ou a luz pois os dois fazem parte de mim. Lá aprendo a chorar e a sorrir sem medo. Esse crepúsculo ,essa solidão, fazem parte da minha vida. É nesse escuro que faço minha luz! Lá posso sentir, me torno minha própria POESIA.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Confiança essa é a palavra chave para tudo, confiar em si mesmo, mesmo que todos duvidem é buscar os seus maiores desejos.
Muitas pessoas que conheço buscam nos outros saber quem elas são, vivem de vitórias que não são suas, vivem vidas que não lhe pertencem pois vivem nos outros e não neles mesmos.
Isso será viver de verdade?
Todos culpam a falta de coragem por não se realizar no que gostariam, se trancam em seu próprio mundo de ilusões egoístas que só os puxam para baixo, e reclamam que não são felizes. O que é viver então? É arriscar tudo pela felicidade sua e a das pessoas que ama, pois se você estiver bem, as pessoas que se importam de verdade com você estarão também .
É percorrer a tempestade dos infortúnios, admitindo mesmo o medo, mas tendo o desejo ainda maior de seguir em frente. É acreditar que pensamentos positivos te levam mesmo para cima.
Uma vez, me perdi no caminho por me importar muito no que falavam de mim e não ouvir o que eu realmente precisava ouvir.Dizem que com a idade se consegue a sabedoria,em parte pode ser verdade,mas o que trás a sabedoria mesmo é a experiência,e essa se consegue em muitos anos,ou em poucos dias até conheço muitas pessoa mais velhas do que eu que se trancaram em seu mundo.e só conseguem enxergar a si mesmos.Só conhecem ele, e mão querem ouvir ninguém. Acham que não há maia nada a aprender ou ensinar.Conheço,por outro lado pessoas da minha idade ou mais novas do que que buscam cada dia alcançar mais a sabedoria,e possuem maturida e uma visão do mundo incrível.
Espero,um dia, que todos entendam que viver é mais do que respirar somente. É buscar seus sonhos e sucessos com garra e sabedoria, confiando em si mesmo sempre.
Essa é a chave para alcançar o topo.

Vasculhe

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...