quarta-feira, 20 de julho de 2011

Percy Jackson e os Olimpianos - o mundo louco da mitologia



Li a série Percy Jackson e os Olimpianos do autor Rick Riordan no ano passado, e foi uma das melhores séries que já li. São cinco livros: O ladrão de raios, Mar de monstros, A maldição do Titã, A batalha do labirinto e O Último Olimpiano.
Não sei dizer qual o melhor. Está bem. Gosto mais do último, mas isso não é o importante, o mais legal é a maneira como Riordan transportou para o moderno os clássicos da mitologia. Imagine se fosse verdade, sobre os Deuses do olimpo e seus filhos com humanos? Agora imagine tudo isso se passando ainda hoje em dia, onde ao nosso redor somos cercados por monstros e heróis, disfarçados por baixo de uma névoa que camufla tudo de todos os mortais (ok, nem TODOS os mortais).
Dá para ver bem como é a história. Eu já curtia mitologia há muito tempo, sexto ou sétimo ano, quando li todos os livros de mitologia grega da biblioteca da escola em aposta com uma colega (éramos muito competitivas), e eu passei a gostar muito das histórias.
Mas enfim, além do tema empolgante, nada como uma história contada em primeira pessoa por um personagem altamente sarcástico (o que me fez dar muita risada), com aventuras de tirar o fôlego, personagens marcantes e (apesar da parada dos deuses) tão reais e ainda aquelas tiradas super hilárias.
Se você curte romance, histórias sobre traições e casamentos na família (eu sei, eca) também recomendo. Aliás, acho que a mitologia grega conta mesmo a história do berço da humanidade, afinal quem nunca ouviu falar das escapadinhas de Zeus, de como Afrodite traiu Hefesto com Ares e da traição nasceu Eros, o deus do amor (pô acho que isso explica algumas coisas rsrs).
Pois é, mitologia grega, muita ação, prédios explodindo em Nova York, monstros disfarçados por todo o lado e heróis maneiros. Um personagem principal adolescente, filho de Poseidon, com poderes incríveis, sarcástico e com amigos loucos.
No primeiro livro Percy tem doze anos, e termina o último com dezesseis.
Cinco livros que valem a pena ler, e até reler.
Ah, e fizeram um filme do ladrão de raios, que até que ficou maneiro, mas não tão bom quanto o livro, claro. Então, quem quiser conferir, aconselho que leia o livro de qualquer forma, vai sentir a diferença (cara, por que colocaram a Anabeth morena no filme?! As loiras não podem ser inteligentes? Preconceito rapaz!).
E mais uma coisa super legal, Rick Riordan fez a série em homenagem ao filho dele, que possui dislexia, déficit de atenção e hiperatividade. Na história os semideuses possuem a síndrome do déficit de atenção, e dislexia por que suas mentes são preparadas para o grego antigo, e hiperatividade para se manterem alerta no campo de batalha.
Vale à pena conferir!

Lorem Krsna



Sobre o autor:
Rick Riordan nasceu em 1964, em San Antonio, Texas, Estados Unidos, onde mora com a mulher e dois filhos. Durante quinze anos ensinou inglês e história em escolas públicas e particulares do São Francisco. Além da série Percy Jackson e os olimpianos, publicou a premiada série de mistério para adultos Tres Navarre, e agora esta em uma nova série que se passa com enigma egípcios (não li, AINDA.)

Sobre os livros.

Para dar um gostinho, sobre o ladrão de raios
“E se os deuses do Olimpo estivessem vivos em pleno século XXI? E se eles ainda se apaixonassem por mortais e tivessem filhos que pudessem se tornar heróis? Segundo a lenda da Antigüidade, a maior parte deles, marcados pelo destino, dificilmente passa da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.
Percy Jackson está para ser expulso do colégio interno... De novo. É a sexta vez que isso acontece. Aos 12 anos, está é apenas uma das ameaças que pairam sobre esse garoto, além dos efeitos da síndrome do déficit de atenção, da dislexia... E das criaturas fantásticas e deuses do Monte Olimpo, que, ultimamente, parecem estar saindo dos livros de mitologia grega do colégio para a realidade. E, ao que tudo indica, estão aborrecidos com ele.
Vários acidentes e revelações inexplicáveis afastam Percy Jackson de Nova York, sua cidade, e o lançam em um campo de treinamento muito especial, onde é orientado para enfrentar uma missão que envolve humanos diferentes – metade deuses, metade homens -, além de seres mitológicos. O raio-mestre de Zeus fora roubado, e é Percy quem deve resgatá-lo.
Com a ajuda de novos amigos – um sátiro e a filha de uma deusa – Percy tem dez dias para reaver o instrumento de Zeus, que representa a destruição original, e restabelecer a paz no Olimpo. Para conseguir isso, precisará fazer mais do que capturar um ladrão. Terá de encarar o pai que o abandonou resolver um enigma proposto pelo oráculo e desvendar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas? Indagações? Palpites? Ideias? Epifanias?
Só para comentar mesmo?
Tudo bem!
A vontade!
Aberta a opiniões.
A agradeço a sua visita ao anjo sonhador.
Espero que volte sempre que quiser, serás bem-vindo.

Vasculhe

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...