quinta-feira, 23 de junho de 2011

A menina que roubava livros

Quando a morte conta uma história, você para para ouvir.

Por três vezes a morte encontrou Liesel Meminger, e nas três ela escapou.
Este é o tema central de o livro a menina que roubava livros, de Markus Zusak.
A história da menina Liesel Meminger, vivendo em plena segunda Guerra mundial, entre conceitos tortos e uma realidade de um mundo que cai em uma das batalhas mais sangrentas da história.
O livro é narrado por uma personagem não muito convencional e muito sincera: a morte.
Apesar do tema um tanto sombrio, o livro tem seus momentos hilários, graças em muita parte a nossa narradora sarcástica e RUDY STEINER, o melhor amigo e eterno apaixonado por Liesel, e as peripécias de ambos nos furtos de livros.
Liesel dá um conceito novo a frase tudo por um livro, com certeza! (rsrs)
É um livro para rir até cair da cadeira, se revoltar, e acreditem, chorar (e como eu chorei!).
Mas principalmente para pensar (e muito!) sobre quantas vezes a humanidade pode cair e se erguer. Sobre quanto poder um homem carrega nas palavras, e sobre o que estas palavras podem fazer na vida das pessoas. Seja causar uma guerra, ou salvar uma menina de uma realidade sufocante, de perdas e perigo.
A menina que roubava livros é um livro marcante, daqueles que você começa a ler e não para até saber o final.
E depois vem a conclusão, fazendo minhas as palavras da morte:

"Os seres humanos me assombram."
 
Lorem Krsna

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas? Indagações? Palpites? Ideias? Epifanias?
Só para comentar mesmo?
Tudo bem!
A vontade!
Aberta a opiniões.
A agradeço a sua visita ao anjo sonhador.
Espero que volte sempre que quiser, serás bem-vindo.

Vasculhe

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...